Lobão lança novo livro no Rio de Janeiro, Brasília e em São Paulo

Poeta Tulio Rodrigues
Lobão é daquele artista que na minha opinião é incompreendido pela falta de conhecimento do mesmo. Lobão, talvez sofra de uma imagem negativa criada pela mídia na década de 80 que veio se arrastando ao longo dos anos. Ao me aprofundar na obra e vida do Lobão, descobri um cara sensacional e falei sobre isso aqui (Conhecendo Lobão). Sugiro que as pessoas façam o mesmo.
Lobão está lançando um novo livro “Manifesto do nada na terra do nunca”, o lançamento será primeiro no Rio de Janeiro, na Livraria da Travessa, no Leblon, dia 06 de maio às 19h. A Livraria da Travessa do Leblon fica na Avenida Afrânio de Melo Franco, 290 – loja 205 A. Eu estarei lá!
O lançamento se estenderá a Brasília e depois a São Paulo. Na imagem acima as datas e os locais.
Abaixo o release do livro:
“Manifesto do Nada na Terra do Nunca” é um ensaio sobre o que eu acho da cultura brasileira, eu invado o Manifesto Antropófago do Oswald de Andrade, transformo ele num diálogo.”
“Baseado nesse insight de que a gente nunca contestou . Tudo que foi criado depois da Semana de 22, basicamente, foram nos cânones da Semana de 22.” 
“Até sedimentando, fossilizando e sacralizando conceitos que o próprio Mario de Andrade, de repente escreveu Macunaíma fazendo troça e depois, mais tarde, intelectuais pegaram aquilo e fizeram uma sacralização da bagunça, do mau caratismo, da preguiça como se fossem dotes divinos do povo brasileiro, então eu fico puto com isso, me dá uma agonia muito grande e o livro é meio que sobre isso.”
”A mensagem do livro é conviver com as discordâncias com elegância e coleguismo, ou seja, é chumbo grosso envolto em nuvens de veludo” 
“é a percepção da Terra do Nunca como nossa sina: de um lado, a luta titânica de um povo que, numa alegria perturbadora, disputa palmo a palmo com a impossibilidade seu pedaço de existência, enquanto de outro prevalecem, intactos, incólumes, perenes e gloriosos, os pilares da nossa ruína.”
Twitter: @PoetaTulio
Fanpage no Facebook: Poeta Tulio Rodrigues

Samba e poesia no Bar do Gilson

Poeta Tulio Rodrigues
Fotos dos poetas no Bar do Gilson – Fotos de Diana Balis

Na última sexta-feira num evento em Niterói, no bairro de Cafubá a convite do meu grande amigo, Gilberto Maha. Gilberto Maha além de amigo prefaciou o meu segundo livro solo, o “Versos imaturos“. Qualquer convite dele é quase obrigatória a minha presença e certeza de que será inesquecível! E foi!
Além da companhia do meu amigo Gilberto Maha, tive a oportunidade de estar na companhia dos poetas Naldo Velho, Paulo César Gomes, o PC, José Silveira e minha querida amiga e também poeta, Diana Balis. Muito papo de música e poesia.
O esquema no Bar do Gilson é no improviso. Nada é combinado. Você chega lá com seu instrumento e toca, canta… Fica a cargo de cada um como participar. O nível é alto. Diversos músicos destilaram suas composições próprias e não há quem que não se encante. É sensacional. O Gilson, dono do bar, canta divinamente. Se você fechar os olhos o ouvindo cantar, vai ter a sensação de estar ouvindo Martinho da Vila.
Poeta Tulio Rodrigues
Me arriscando no pandeiro – Foto de Diana Balis

Foi aberto um espaço para os poetas. Eu declamei um poema que incluí na “II Antologia Poetas Fazendo Arte em Búzios”, o poema “Tua loucura” que teve acompanhamento no violão. A noite contou com as ótimas declamações de Gilberto Maha e Diana Balis, e com Naldo Velho que ainda de uma canja no violão e cantou para os presentes. José Silveira que eu não conhecia, cantou diversos sambas de sua autoria e do PC.

Não levei a minha câmera. Era para ter levado e registrado esse momento, mas fica a dica. O samba sempre rola toda sexta-feira no Bar do Gilson. Com certeza que vou voltar. Fica a minha dica para quem gosta de um bom samba.

Twitter: @PoetaTulio

Tumblr: www.poetatuliorodrigues.tumblr.com

Fan Page no Facebook: Poeta Tulio Rodrigues

Zeca Pagodinho lança novo DVD no dia 23/04. Confira clipe!

Poeta Tulio Rodrigues
Zeca Pagodinho lança nesta terça-feira em todo o Brasil o seu mais novo DVD e CD “Multishow Ao Vivo – Zeca Pagodinho 30 Anos Vida que Segue” e no domingo rolou o show no canal Multishow. Abaixo você pode conferir a belíssima interpretação de Zeca e Marisa Monte para “Preciso me encontrar” de Candeia que teve sua versão mais conhecida na gravação de Cartola.

Twitter: @PoetaTulio

Tumblr: www.poetatuliorodrigues.tumblr.com

Íntegra do lançamento da II Antologia Poetas fazendo arte em Búzios

Agora trago aos amigos o vídeo com a íntegra do que rolou no meu segundo dia em Búzios no lançamento da II Antologia Poetas Fazendo Arte em Búzios. Descrevi tudo que ocorreu no lançamento num post anterior (Diário de Búzios – Segundo dia – Lançamento da II Antologia Poetas Fazendo Arte em Búzios
Poeta Tulio Rodrigues
Cartaz da antologia no evento
Tenho certeza que vão gostar do vídeo e ver os poetas da antologia presentes no lançamento falando de si e de seus trabalhos literários.
Twitter: @PoetaTulio

Coletiva de lançamento do novo DVD “Multishow Ao Vivo – Zeca Pagodinho 30 Anos Vida que Segue”

Poeta Tulio Rodrigues
Capa do DVD
Zeca Pagodinho talvez seja um dos artistas mais humanos que temos. Além de admirar a sua obra fantástica como sambista, admiro a pessoa, o ser humano. Nesse DVD Zeca comemora os seus 30 anos de carreira cantando aquilo que lhe agrada aos ouvidos.
No DVD Zeca canta Sinhô (Gosto que me enrosco), Candeia (Preciso me encontrar) num dueto com ninguém menos que Marisa Monte, Zé Keti e Elton Medeiros (Mascarada), Adoniran Barbosa (Trem da onze), Paulinho da Viola (Foi um rio que passou na minha vida) que inclusive também participa do DVD entre tantos outros como o eterno Cartola em “O sol nascerá”. Só pela seleção já sei que vou adorar o DVD.
A única música inédita do disco é a faixa-titulo “Vida que segue” de Serginho Meriti, Rodrigo Leite e Cocão.

Participam ainda do DVD Leandro Sapucahy, Yamandú Costa, Hamilton de Holanda e a sempre presente Velha Guarda da Portela. 
O show vai ao ar no dia 21 de abril no Canal Multishow às 21:30 e a chegada do DVD às lojas está previsto para o dia 23 de abril, dia de São Jorge, santo que Zeca Pagodinho é devoto.
Abaixo a coletiva que Zeca concedeu para falar do lançamento do DVD. Assunto não faltou. Confere aí.
Twitter: @PoetaTulio

Íntegra do V Encontro anual Fazendo Arte em Búzios

Neste vídeo está a íntegra do que ocorreu no V Encontro Anual Fazendo Arte em Búzios. Descrevo tudo que ocorreu no evento aqui: (Diário de Búzios – Primeiro dia – V encontro anual fazendo arte em Búzios).
Espero que gostem e apreciem as atrações recheadas de arte com muita música, dança e poesia. Mais uma vez parabenizo a Sônia Medeiros Imamura pelo encontro!!

Poeta Tulio Rodrigues
Poetas Reunidos no Encontro

Twitter: @PoetaTulio

Vlado Herzog e a distensão da Ditadura

Poeta Tulio Rodrigues
No dia 31 de março de1964 tropas do exercito saem às ruas para evitar uma guerra civil em alguns estados brasileiros, o presidente eleito Jango foge para o Uruguai e naquele dia era instituída a tomada do poder dos militares do governo do Brasil que seria conhecido como os anos de chumbo. Duas décadas de puro obscurantismo! Apoiados pelos EUA, os militares junto com as classes conservadoras justificavam o golpe por temerem um golpe comunista. 
Os militares passaram a decretar Atos Institucionais. O primeiro deles ocorreu no dia 9 de abril de 1964, o (AI-1). O AI-1 cassava os direitos dos opositores ao regime militar e tirava a estabilidade dos funcionários públicos. O pior dos decretos ocorreu em 13 de dezembro de 1968 com o (AI-5) no governo do general Costa e Silva. O AI-5 cassava mandatos, aposentava juízes a revelia, dava todos os poderes ao presidente e fortalecia a repressão a quem se opunha a ditadura. 
Em 1974 o general Ernesto Geisel assume a presidência prometendo fazer uma abertura política para a volta da democracia, mas as coisas não saem assim. No inicio de outubro de 1975, uma série de jornalistas foram presos acusados de fazerem subversão ou pertencerem a qualquer organização contra a ditatura principalmente o PCB. Um desses jornalistas foi Vladimir Herzog. Preso, torturado e assassinado nos porões do DOI-CODI paulista após se apresentar para um interrogatório, no dia 25 de outubro. Herzog tinha 38 anos e era casado com a publicitaria Clarice Herzog e tinha dois filhos.
Vlado foi encontrado morto numa sala do DOI-CODI em São Paulo. Pendurado por um cinto em seu pescoço, os militares sustentaram a versão de que Herzog havia se suicidado. Versão não aceita por amigos, pela família e pelo Sindicato dos Jornalistas de São Paulo presidido na época por Audálio Dantas. O Sindicato teve papel importante para que fosse derrubada a versão de suicídio. Vladimir Herzog era militante do PCB. 
A morte de Vladimir Herzog iniciou uma distensão na ditadura. A ditadura começou a cair ali. No dia 27 de outubro de 1978, o jovem juiz Márcio José de Moraes responsabilizou a União pela prisão ilegal e morte de Vladimir Herzog. Afirmou o juiz em sua sentença: “bem como há revelações veementes de que teriam sido praticadas torturas não só em Vladimir Herzog, como em outros presos políticos nas dependências do Doi-Codi do 2o Exército”. Veja-se a respeito —esclareceu o juiz— os pungentes depoimentos das testemunhas Gildásio Westin Cosenza, George Duque Estrada, Gofredo da Silva Telles Júnior, Antony de Christo, Paulo Sérgio Markun, Sérgio Gomes da Silva, Luís Weiss e a declaração extrajudicial prestada por Rodolfo Konder.” Neste mesmo ano o então presidente Geisel acabou com o AI-5. 
Poeta Tulio Rodrigues
Atestado de óbito de Vlado Herozg
Em 15 de março de 2013, enfim a família de Vladimir Herzog recebeu o atestado de óbito com a seguinte versão: “decorrência de lesões e maus-tratos sofridos durante interrogatório em dependência do II Exército (DOI-Codi)”. Como todos sabiam Vladimir Herzog não havia tirado a própria vida como foi sustentado durante anos. Segundo Clarice a batalha continua. Agora é para saber quem matou não apenas Vlado Herzog, mas as outras vitimas da repressão. 
Agora cabe investigar e o Estado terá que fazê-lo. Aí que entra a participação do atual presidente da CBF, o Sr. José Maria Marin que com um aparte ao texto do jornalista Claudio Marques cobrava do governo de São Paulo iniciativas quanto às denuncias de Claudio Marques ao departamento de Jornalista da TV Cultura onde Vlado trabalhava na época. 
Infelizmente o tempo da ditadura no Brasil é triste, covarde e por vezes penoso de revirar. Porém não podemos dar as costas a nossa história por mais obscura que ela seja. A morte de Vladimir Herzog como a de outros não foram em vão. Isso é uma certeza!!!
Twitter: @PoetaTulio

Diário de Búzios – Segundo dia – Lançamento da II Antologia Poetas Fazendo Arte em Búzios

Poeta Tulio Rodrigues
Os poetas reunidos no lançamento
Falei do primeiro dia de eventos promovido pelos movimentos “Fazendo Arte em Búzios” e “Poemas à Flor da Pele” com o “V Encontro Anual Fazendo Arte em Búzios que ocorreu no dia 29 de março, sexta-feira, no Espaço Cultural CircoLo de Criação. Hoje vou falar do Lançamento da II Antologia Poetas Fazendo Arte em Búzios.

O lançamento ocorreu na Pousada Cheiro de Vida Guest House, na Armação de Búzios com recepção e coquetel para os poetas e convidados, no dia 30 de março, sábado. Presentes estavam alguns dos poetas que estiveram presentes no encontro e mais os poetas Marcelo França, Marcilene Oliveira, Paolo Lim e o cronista Júlio Medeiros que é irmão de Sônia Imamura.

Poeta Tulio Rodrigues
Cartaz de divulgação

As anfitriãs Soninha Porto e Sônia Imamura pediram para que cada poeta participante da Antologia se apresentasse aos presentes. Foi uma oportunidade de conhecermos um pouco da história do outro, de como e por que começou a escrever, e alguns poetas como Jorge Du Barbosa, Deth Haak, Silvia Araújo Motta e Soninha Porto declamaram poesias.

A atração musical ficou por conta do talento de Marcos Assumpção que abrilhantou mais uma vez a nossa noite tocando suas parcerias com Florbela Espanca. Honra e privilégio tremendo de poder ver de perto essa exaltação a minha poeta preferida! Como agradeço a poesia por isso!

Falando agora da Antologia. Posso afirmar que o trabalho ficou estupendamente perfeito. São 272 páginas divididas entre 46 escritores. A capa é de autoria da filha de Sonia Imamura, a Samara Satie, a arte da contracapa é da também poeta Iara Pacini. As orelhas são assinadas por Dyandreia Portugal e Magali Oliveira. O prefácio é de autoria da poeta Patrícia Neme e posso adiantar que é um lindo prefácio. O trabalho de edição ficou por conta da editora de Soninha Porto, a Editora Somar. Belo trabalho! Parabenizo a todos os envolvidos.

A minha participação nessa Antologia conta com três sonetos e duas poesias: Ser Mulher, Psicologia de um poeta, Olga Maria Prestes, Tua Loucura e Cale-se. Adorei todo o resultado e o profissionalismo. Sem contar que essa é a primeira vez que divido uma antologia com tantos amigos ao mesmo tempo. É uma honra inenarrável. E através dela pude conhecer outros grande poetas, grandes pessoas!

Obrigado Sônia Imamura por tudo! Pode ter certeza que esses dois dias foram inesquecíveis. Saí de Búzios com a chama da poesia mais que acessa dentro de mim. Como é bom estar entre poetas! Agradecer a Samara, filha da Sônia por toda atenção e hospitalidade! Aos meus amigos poetas pela companhia e parceria! E claro, a poesia por tudo que ela representa e é!

Obrigado “Fazendo Arte em Búzios”!

Confiram o cantor Marcos Assumpção interpretando sua parceria com Florbela Espanca. A música é “O fado”. Linda demais. vale a pena ouvir.

Twitter: @PoetaTulio

Diário de Búzios – Primeiro dia – V encontro anual fazendo arte em Búzios

Poeta Tulio Rodrigues
Cartaz do evento

Tive o privilégio de participar da II Antologia dos “Poetas fazendo arte em Búzios” organizada pela poeta Sônia Imamura. O evento aconteceu em dois dias. O primeiro, no dia 29 de março, sexta-feira, ocorreu o primeiro. Em parceria do grupo e movimento poético “Poemas à flor da pele” tendo como organizadora a poeta Soninha Porto. 

O evento aconteceu no Espaço Cultural CircoLo de Criação, na Armação de Búzios. Entre as atrações da noite, o cantor e também poeta, Marcos Assumpção que além de cantar suas composições, cantou também algumas músicas do seu disco “A flor de Florbela”, no qual ele musicou poemas de Florbela Espanca. Foi um dos pontos altos do evento. 
A noite contou com mais uma atração musical, a cantora Vivia Mares que junto de seu marido, Thiago Marques, fazem um dueto de respeito. Ela com a voz e ele nos instrumentos como o teclado. Demais! Uma apresentação digna de tirar o chapéu. 
As atrações de dança também foram emocionantes. Primeiro com os alunos da APAE que conta com a supervisão de Ângela Barroso. A aluna Claudia Almeida fez uma divina interpretação para a música “Fascinação”. Depois teve o Núcleo de Dança Contemporânea Odília Cuiabano. Para finalizar a noite de danças, houve uma performance de dança cigana com Ingrid Brito. Lindo também. 
Poeta Tulio Rodrigues
Os poetas com Macos Assumpção

Houve diversos poetas participantes da antologia que recitaram seus poemas e se apresentaram cantando e “poetando”. Na minha vez, declamei o meu soneto “O beijo melhor da minha vida” que é uma interação que faço com os versos de Olavo Bilac e foi publicado no meu segundo livro solo, o “Versos imaturos“. Entre os participantes da antologia estavam Afonso Estebanez, Ana Luiza Conceição (Coisas de Ana), Célia Abila, Daniel de Lellis, Deth Haak, Doroty Dimolitsas, Iara Pacini, Marcia Tigani, Marcos Assumpção, Marcos Sodré, Marisa Costa, Mary Lovely, Rô Goldoni, Silvia Araújo Motta, Sol Figueiredo, Telma Moreira, Dyandreia Portugal, Jorge Du Barbosa e as já citadas Sônia Imamura e Soninha Porto. 

O evento tinha como principal homenageada a poeta Vany Campos pelos seus 88 anos de vida. Vany é mãe da poeta Iara Pacini. Foi passado um lindo vídeo falando um pouco de Vany e de suas atividades literárias. Não conheço a Vany, mas gostaria muito de conhecê-la. Foi um prazer poder estar presente e ser testemunha ocular de grande homenagem. 
A noite foi inesquecível e registrei boa parte desse primeiro dia de evento que vou postar em breve aqui no blog. Por enquanto vocês ficam com um vídeo que conta com Marcos Assumpção cantando Florbela com a música “Amar”.

Twitter: @PoetaTulio

Tumblr: www.poetatuliorodrigues.tumblr.com