O Bem que tu me fazes

Se não sabes o bem que tu me fazes

nem sabes porque só tu que me tens.
Por eu ser o maior dentre os teus bens
não sabes deste bem que tu me trazes.
Estando presos como dois refens,
nos amamos tão loucos, tão vorazes.
E sempre que fizemos, nós as pazes,
enlouqueço, feliz quando tu vens.
Se não conheces todo amor que sinto
e nem que estás tatuada no meu peito,
e nem conheces toda esta loucura,
tu podes ter certeza que não minto
e para provar todo o meu respeito,
confesso que tu és a minha cura!
Autor: Tulio Rodrigues
Todos os direitos reservados.

O Bem que tu me fazes

Se não sabes o bem que tu me fazes

nem sabes porque só tu que me tens.
Por eu ser o maior dentre os teus bens
não sabes deste bem que tu me trazes.
Estando presos como dois refens,
nos amamos tão loucos, tão vorazes.
E sempre que fizemos, nós as pazes,
enlouqueço, feliz quando tu vens.
Se não conheces todo amor que sinto
e nem que estás tatuada no meu peito,
e nem conheces toda esta loucura,
tu podes ter certeza que não minto
e para provar todo o meu respeito,
confesso que tu és a minha cura!
Autor: Tulio Rodrigues
Todos os direitos reservados.